Resenha: Sicko

Posted on 28/12/2009

1


Hoje eu assisti Sicko, do Michael Moore (o post abaixo é sobre ele também, óbvio que eu acho o cara muito foda) e, caraca, é excelente ! É um documentário sobre saúde que é engraçado e plausivel, realista. Eu não sabia de metade do que eu vi no filme.

Já sabia do Programa de Saúde de Canadá, mas não sabia que era assim na França e na Inglaterra. A galera vive muito bem na França, esse ódio contra os franceses é tudo inveja ! E, não sei, a única parte que eu fui um pouco cética foi em relação à Cuba. É dificil para mim pensar que um sistema de saúde de Primeiro Mundo é possivel sem liberdade.

E ele nem bate tanto na tecla do lobby no Congresso porque isso todo mundo já sabe. E eu me assustei com os planos de saúde americanos. Porque eu sou mal acostumada. Escrevo agora tendo a certeza de que qualquer coisa que me aconteça será imediatamente tratada, de graça, no melhor hospital da cidade.

É, eu sou uma das cerca de 42 milhões de pessoas (Wikipédia) aqui que possuem um plano de saúde e não precisam mofar no SUS. Mas eu não tenho um plano limitado ou um mais barato que só dá desconto. O meu cobre tudo [eu acho]. Cobre inclusive a sutura anual do meu pai, já que todo ano ele bate a cabeça em alguma coisa e precisa dar pontos.

E eu fiquei pensando: o que ele teria dito se tivesse vindo aqui, onde um plano de saúde decente para a familia passa dos 2 mil reais por mês e você ainda paga alguns impostos ? Aé, e se quiser se garantir mesmo, precisa torcer pra pegar um plano antigo que não pode ser mudado.

Mas eu ainda acho que estamos um pouco melhor que os EUA. Lá eles tem que aguentar o fator Comparação com Cuba.

Anúncios
Posted in: Segunda-feira