Entre Pedro, o Pinguim, e O Aprendiz de Feiticeiro

Posted on 16/01/2010

8


Hey treinadores Pokemon, como vão ? Eu sei que o titulo do post é enigmático, mas eu estava adicionado alguns livros no Skoob e achei duas velharias que são culpadas pelo meu hábito de ler.

São elas: Pedro Pinguim vira Garçom e O Aprendiz de Feiticeiro.

https://i1.wp.com/i.s8.com.br/images/books/cover/img2/50242.jpg

Pedro Pinguim pode ser transcrito aqui:

Pedro Pinguim não é feliz: neva demais em seu país.

Um dia, ele segui em frente, em busca de um país bem quente.

-Quero encontrar o sol, Dom Urso ! (nessa parte aparece um urso russo usando roupas de pele)

-Continue nesse percurso.

-Andou, andou e, finalmente, encontrou um lugar bem quente.

-Que vida boa ! Até que enfim ! – exclamava Pedro Pinguim.

Em sorvetes e diversões ia gastando seus tostões. (agora o pinguim coloca um chapéu Panamá)

Até golfe, que é esporte caro, ele jogou ! Mas que descaro !…

Um dia, o dinheiro acabou. Só então ele se preocupou.

“Adeus, belos dias de sol ! O jeito é voltar ao anzol…”

-Vim despedir-me, Seu João Tosco…

-Por que não trabalha conosco ?

Ele aceitou e achou bem bom seu novo oficio de garçom.

“Agora vou morar contente, para sempre, num país quente!”

O que aprendi com Pedro Pinguim: dinheiro não é problema, foda-se o planejamento, e se não rimar, você pode apelar ! (Acabei de usar o terceiro conhecimento!) Politicamente correto ? Acho que não, mas e daí ? Eu achava o livro foda, apesar de desde pequena pensar: “Pinguim otário, o frio que é bom, pra que você quer vir para o calor ? Muito fdp esse pinguim !”. Obvio que não com essas palavras.

https://i1.wp.com/apps.divirta-se.uai.com.br/divirtase/arquivos/uai_noticia/20090117112743194.jpg

Agora, todo mundo acha que o primeiro livro de bruxos que eu li foi Harry Potter (a Cuca não conta) mas na verdade foi um livrinho da Disney, onde o Mickey era o estagiário de um Merlim esquisitão e tinha que carregar água para encher a piscina do velho.

O estagiário ratinho pegou o chapéu mágico do mestre e deu vida à uma vassoura. A vassoura começou a trabalhar e o otário foi dormir. Sonhou que era o maior mago do mundo, sentiu que estava se molhando ops, xixi e era a vassoura maniaca que não parava de carregar água.

Então o esperto pega um machado e corre atrás da vassoura ! E cada vez que ele cortva um pedaço, esse pedaço virava outra vassoura, o que eu acho muito engraçado num estilo muito “se fudeu mané”.

E ai apareci o Merlim, ou o genérico dele, sei lá, e acaba  com a confusão. Essa era a parte chata.

O que aprendi com O Aprendiz de Feiticeiro: nada, mas meu pai me zoa até hoje por causa desse livro.

É claro que eu lia mais coisas inúteis, mas esses são os que sobreviveram, apesar de estarem rabiscados. Mas continuam ótimos, eu rio pra caramba ! Quer dizer, um urso vestido de russo ? Bem melhor que os livros para educar crianças onde todo mundo é bonzinho e se abraça no fim (alguém ai pensou em Telettubies ?)

Dex

Anúncios
Posted in: Sábado